Sábado, 1 de Fevereiro de 2014

115 - Anfisbena

    A anfisbena, que advém do grego amphisbaina e do latim amphisbaena, com o sentido de «serpente que anda nos dois sentidos», era uma cobra fabulosa e monstruosa representada na heráldica e iluminura com uma cabeça em cada extremidade, uma no lugar apropriado e outra no sítio da cauda. Devido a essa particularidade bicéfala, podia andar em qualquer das direcções, para a frente e às arrecuas. Gozava, também da fama de guardião da guarda dos tesouros dos antigos deuses gregos e, por causa da bicefalia, derramava o dobro do veneno em relação a qualquer outro ofídio.

 

    A acreditar no Santo Isidoro de Sevilha (Etimologias, Livro 12), «os seus olhos brilham como lâmpadas», para além do condão único de poder sair durante o frio e enfrentar as temperaturas mais baixas. Não conheço o seu uso na heráldica portuguesa e na vizinha Espanha tão-somente me lembro das armas outorgadas pelo rei João Carlos I ao 1.º Duque de Fernández-Miranda, em 1977, onde, numa das partições, em campo de vermelho, cinco donzelas postas em aspas e carregadas, cada uma delas, de uma vieira de ouro, estão cercadas por duas serpentes anfisbenas de verde e coroadas.

 

    Já agora, estando a mão de semear e por causa das cobras, convém lembrar que o primeiro timbre usado pelos reis de Portugal, em especial por Dom Fernando I e D. João I, foi a serpe alada de S. Miguel Arcanjo, a anfístera, aquele num conto de contar e este no fecho de abóbora do Claustro dos Reis e da Capela do Fundador, no Mosteiro da Batalha. Timbre que seria depois mudado para um dragão de S. Jorge pelo Mestre de Avis. Mas não se confunda a anfístera – serpente alada – com a anfisbena – cobra de duas cabeças. 

Temas:
publicado por Jofre de Lima Monteiro Alves às 01:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Artigos recentes

. 123 - Ex-Líbris de Antóni...

. 122 - MEDICINA MEDIEVAL

. 121 – A Preguiça

. 120 – Basilisco

. 119 – UM NOTÁVEL DESENHO ...

. 118 – Testamento Velho do...

. 117 – Canguru Num Livro d...

. 116 – Banquete Aristocrát...

. 115 - Anfisbena

. 114 – Ex-Líbris de Antóni...

. 113 - A Luxúria

. 112 – Ex-Líbris de Antóni...

. 111 - Grifo

. 110 - Grifo

. 109 – A Ira

.Arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.Temas

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds